Learning Agility: A competência do profissional exponencial

Learning Agility é uma forma de aprendizagem que consiste em adquirir conhecimento através de experiência. Pode ser também uma habilidade, quando um indivíduo tem facilidade em aplicar conceitos de maneira prática em situações novas e desconhecidas dizemos que este possui competência de learning agility.

Este conceito surgiu na Universidade de Columbia e hoje é utilizado em consultorias como Korn Ferry e CCL (Center for Creative Leadership) em todo o mundo.

Um indicador de aprendizagem

Esta forma de aprender é utilizada como métrica de aprendizagem no ambiente de trabalho. Ao testar Learning Agility é possível avaliar se um profissional está apto ou não para assumir cargos ou funções de maior complexidade dentro da empresa.

Como a tradução do termo nos mostra, “agilidade para aprender” consiste basicamente em sair do modelo arcaico de salas, tutores e teorias massantes da aprendizagem tradicional. O objetivo é fazer com que o profissional possa livrar-se da resistência natural de experimentar coisas novas, motivando-o a adquirir diferentes habilidades ao mesmo tempo que as coloca em prática.

Por que voltar a ser um aprendiz?

É natural para o ser humano sentir-se desconfortável quando nos colocamos na posição de novato. Voltar um passo no aprendizado pode parecer difícil, porém é necessário que o profissional mantenha-se em um processo constante de absorção de conhecimento durante toda a sua carreira.

Na verdade esta competência pode ser natural para muitos. Neste casos um processo de mudança não é uma estrutura ou metodologia, aprender torna-se um hábito.

Mesmo que a maioria não tenha nascido com essa capacidade, ela poderá ser adquirida. Através de situações que nos instigam, nos estimulam a fazer diferente e sabendo reconhecer quais destas situações agregam mais valor a nossa vida profissional e até mesmo a pessoal.

Tornar-se mais ágil para a aprendizagem e aprender a aprender irá ajudá-lo a lidar com as dificuldades, com as mudanças e irá torná-lo mais consciente em como adaptar-se de maneira positiva dentro do mundo exponencial do mercado de trabalho.

 


Leia também:

COMO LIDERAR PESSOAS QUE AINDA QUEREM PATRÕES?

SERÁ QUE REALMENTE QUEREMOS EMPRESAS INOVADORAS?

Fale Conosco

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt